Seminovo X Zero Quilômetro: o que você deve saber para fazer a melhor escolha


O sonho do carro próprio está na lista de realizações de muito gente. No entanto, fazer a melhor escolha não é uma tarefa tão simples. 

De bate-pronto muitos devem pensar: Ora, por que comprar uma seminovo se meu orçamento permite comprar um carro novinho? 

Bom, na prática a resposta não é tão óbvia. Em alguns casos é possível adquirir um veículo usado com características superiores a um zero quilômetro atual por um preço menor.

Por isso, essa dúvida é mais comum do que imaginamos. 

Se esse é o seu caso, continue lendo porque nós vamos te ajudar a fazer a melhor escolha!

Seminovo x usado x zero quilômetro 

Antes de qualquer coisa você precisa entender quais são as diferenças entre as três opções.

O zero quilômetro, obviamente, é aquele veículo novinho que nunca foi colocado na rua.

Outro ponto a ser discutido, e que muita gente não sabe, é que existem diferenças entre carros usados e seminovos. 

Para ser considerado seminovo é necessário que o veículo tenha até 3 anos de uso, um único dono e entre 15 e 20 mil quilômetros rodados por ano. 

Dependendo do caso, automóveis de segunda mão podem ainda contar com a garantia de fábrica. 

Já os veículos usados são mais baratos porque tem mais de 3 anos de uso e quilometragem alta. 

Outra característica é que aqueles que optam por usados geralmente priorizam o preço e, por isso, não se importam com eventuais arranhões ou desgastes. 

É bom lembrar também que essa categoria é abrangente; existem opções bem conservadas, que tiveram apenas um dono, e outras que sofreram batidas e já foram transferidas de motorista diversas vezes.

Dito isso, nesse conteúdo iremos comparar seminovos e novos, já que eles são as opções que mais causam indecisão entre consumidores.

Afinal, qual devo escolher?

Essa decisão vai depender muito das suas necessidades e do quanto você está disposto a gastar.

Veja a seguir as vantagens e desvantagens de seminovos e dos zero quilômetro.

Carro zero

Ser o dono de um carro novinho, que nunca foi utilizado por ninguém é, certamente, uma ótima experiência. 

No entanto, como tudo na vida, tem seu prós e contras. 

Vantagens 

A primeira grande vantagem é que o comprador tem a certeza de que o veículo está em ótimas condições. 

Sendo assim, eventuais problemas e gastos inesperados dificilmente irão acontecer. 

Além disso, o carro já vem revisado, o que dispensa serviços como balanceamento de rodas

Mas não se esqueça, a revisão deve ser feita periodicamente mesmo em carros novos. 

Recomenda-se que a cada 6 meses ou a cada 10 mil quilômetros – a marca que chegar primeiro – o veículo seja levado ao  mecânico.

Outra vantagem é que não há perigo do comprador adquirir um veículo roubado ou com outros problemas, já que as montadoras tem um rígido controle de qualidade.  

Garantias oferecidas pelo fabricante (não foi batido, não passou por manutenção ou depreciação, entre outros) e menos burocracia na transferência de propriedade também são atrativos. 

Desvantagem 

As desvantagens do zero quilômetro estão ligadas à sua desvalorização. Especialistas afirmam que ao sair da concessionária ele já sofre uma depreciação de cerca de 15%.

Essa desvalorização costuma ser maior nos três primeiros anos, por isso, o recomendável é que se pense muito antes de trocar de carro durante esse período. 

Carro seminovo 

Para muitos especialistas o seminovo é a escolha mais vantajosa, já que apesar de não ser zero quilômetro foi pouco usado. 

Por esse motivo, é mais fácil encontrar boas ofertas de carros em ótimo estado.  

Inclusive, é possível escolher um modelo mais sofisticado e com maior quantidade de equipamentos por um preço equivalente a um zero quilômetro.

Se você é um motorista inexperiente, essa é a escolha ideal. 

Desvantagens 

Apesar de tudo o que falamos aqui, existem algumas coisas que precisam ser consideradas antes de optar por um seminovo. 

O fato do antigo proprietário querer trocá-lo pode indicar que ele não o tenha conservado corretamente e quer se desfazer dele por certos problemas

Por isso, é fundamental que antes de fazer a compra você dê uma boa avaliada para não comprar lobo por lebre. 

Lembre-se de sempre se atentar às condições do carro, cheque a documentação e procure a ajuda de alguém que entenda de automóveis, caso a compra seja feita no particular. 

Entenda as suas necessidades

Como dito anteriormente, a sua decisão será pautada pelas suas necessidades.

Faça uma lista das suas prioridades e de qual função o carro terá na sua rotina.

O uso dele será individual ou por toda família? Será para trabalhar ou para o lazer? Câmbio automático ou manual? Entre outras questões.

A partir daí ficará muito mais fácil escolher o melhor modelo, ano e especificações, deixando a procura e, posteriormente, a negociação mais eficientes. 

Lembre-se que o carro dos sonhos não precisa se tornar um pesadelo. 

Texto produzido por Business Connection